Por: Vitor Placucci Vizzotto

‘Vovôs’ da Vila viram jogo e Palmeiras perde para o cansaço. 

Foto: globoesporte.com
Foto: globoesporte.com

Méritos para o Santos. Um time que soube aproveitar a desatenção alviverde e que comandado por Robinho, bailou pela esquerda. Pois é, o que aconteceu com as laterais do verdão no jogo de ontem? Parecia que simplesmente não existiam. Zé Roberto sempre subia de mais a meia cancha e não voltava para marcar. Já na direita, o lateral Lucas não demostrou afinco com a camisa verde e branca. Todo contra ataque do peixe nascia de uma inversão de bola para as laterais e todas as jogadas eram comandadas por Lucas Lima pela esquerda e Robinho se movimentando da direita para esquerda e vice e versa. Arouca foi uma piada no jogo de ontem, por sinal, parecia que vestia a camisa da baleia ainda. Veja a explicação do esquema tático:

 EsquemaO Palmeiras começou o jogo bem, demonstrando vontade, tanto é que marcou logo aos 7 minutos. Mas depois do gol de empate, o time ficou apagado. No segundo tempo, pareciam que usavam bengalas para chutar a bola. Vergonhoso. Já do outro lado, o time da Vila contou com a experiência e calma de Robinho. O jogador passeava pela zaga do Palmeiras e quase que entrava na pequena área para marcar. Porém, o atacante que voltava muito para marcar e distribuir a bola aos companheiros foi minimalista em seus lances, se não fosse, seria um verdadeiro desastre para o verde.

Outro ponto da partida que particularmente, me deixou irritado, foi o fato de que o técnico Oswaldo de Oliveira colocou Gabriel Jesus faltando apenas 10 minutos para o final do jogo. Ele poderia ter colocado o menino logo depois que tomou o segundo gol, o que seria um fator surpresa, mas não o fez.

2 x 1 para o Santos. Gols de Vitor Hugo (Palmeiras) aos 7”1ºtempo; Renato (Santos) aos 27”1ºtempo. Ricardo Oliveira (Santos) aos 16”2ºtempo.

ARBITRAGEM

Ridícula. O senhor árbitro, Thiago Duarte Peixoto, estava mais interessado em mostrar seu ‘topetinho’ para as câmeras, do que apitar de fato. O juiz aplicou um número muito elevado de cartões amarelos, 7. A qualquer instante, parecia que algum jogador seria expulso. Foram 5 para os santistas e 2 para os palmeirenses. Se formos fazer uma média, de 22 jogadores quase metade levaram cartões. Foi uma tentativa desesperada de controlar o clássico que quase elevou os ânimos da partida. Alguns dos cartões foram aplicados de forma correta, mas o árbitro interrompia muito o clássico. Na segunda etapa também, o bandeirinha marcou impedimento do meia Dudu do Palmeiras, em uma jogada que culminaria em gol. Reflexo de uma arbitragem despreparada.

A mídia já estampa uma crise no Palestra. Isto é um pouco de sensacionalismo. Muita calma. O time ainda está se firmando. Torcedores, não se precipitem, não peçam a ‘cabeça’ de Oswaldo. Ele errou? Sim, porém é um técnico competente e que o elenco tem apreço. Muitos querem nos derrubar, querem tirar o destaque que temos conseguido. O Palmeiras precisa ganhar algum clássico, mas calma, ainda temos tempo.

 

FORZA PALESTRA!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s