Por: Victor Chahin

622_d36266ca-f8a3-3180-914e-3e205fc3b05a
Foto: Gazeta Press

Aos amigos palmeirenses de plantão, a espera da nossa estreia no Campeonato Brasileiro 2015, deixo claro que o jogo contra o Galo é o primeiro, mas extremamente importante para o Palmeiras. O Atlético-MG vêm com o time misto ou reserva, pois na próxima quarta-feira pegam o Internacional, para disputar a vaga para as quartas-de-final da libertadores. Portanto, jogo importante para nós, pois ano que vêm queremos estar disputando vaga no mata-mata da libertadores e o time mineiro será adversário direto na disputa do G4.

Algumas surpresas para nossa estreia no brasileiro. Provavelmente o técnico Oswaldo, sem os centro-avantes, Cristaldo e Leandro Pereira, vai optar pelo menino Gabriel Jesus como titular. Será a chance perfeita para nossa jovem promessa começar a construir seu jogo dentro de campo. Vai ser a primeira vez que ele jogará com o elenco titular desde o primeiro minuto de jogo.

Outro problema é o Arouca, que está se recuperando de uma lesão. O volante foi importante durante o paulista no setor de meio-campo, fazendo a contenção com confiança e raça. Agora a questão é, Oswaldo pode querer continuar com três volantes, mas para isso deve colocar Amaral? Se isso ocorrer, levando em conta que Cleiton Xavier ou Valdivia estarão no setor da armação, teremos que tirar um atacante. Dudu, Rafael Marques ou Gabriel Jesus. Se consideramos a atuação durante os últimos jogo, Rafael não pode sair, além de ser peça importante, ele aparece bem na área e tem altura para o cabeceio. Agora, levando em conta que Dudu pode pegar 180 dias de punição por agredir o juiz na final, é preferível colocar Gabriel Jesus. Óbvio, o meia não estará presente e dar ritmo de jogo a Jesus seria essencial.

Mais uma dúvida para Oswaldo de Oliveira, são eles, Zé Roberto e Egídio. Os dois foram considerados os melhores laterais esquerdos de 2014 e podem disputar a titularidade. Sabemos que o Zé joga pela lateral, mas também é um meia de qualidade. Egídio já fica mais pelo setor esquerdo mesmo e sabe bem sua função, tanto ofensivamente, quanto defensivamente. Ótimo, caro amigo torcedor, teremos milhares de possibilidades táticas com a chegada de Egídio. Em um jogo que precisarmos vencer, podemos colocar Egídio no lugar do Zé. Tirar um volante e colocar o camisa 11 para a armação, junto com Cleiton.

Estou um tanto quanto feliz. Ano passado discutíamos quem não podia entrar de jeito nenhum e as vezes não queríamos nem os titulares no time. Hoje, temos dezenas de possibilidades táticas, com reservas que podem mudar o jogo. Temos ainda Kelvin, Girotto, João Pedro… Tira ali, coloca aqui, temos outro time. Nó tático pro segundo tempo? Os adversários vão conhecer o que é isso.

“vai sacudir essa cidade, meu Palestra campeão!”

FORZA PALESTRA!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s