Por: Victor Chahin

SÃO PAULO, SP - 22.06.2015: TREINO DO PALMEIRAS - O técnico do sub20 Marcos Valadares e o técnico do profissional Marcelo Oliveira (D), da SE Palmeiras, durante treinamento na Academia de Futebol, no bairro da Barra Funda. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

  Enquanto o time do Palmeiras não mostrar o mínimo de regularidade, tanto individual, quanto coletiva, vai ser difícil alcançar a tão esperada ascensão na tabela. Em oito jogos tivemos 2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas, aproveitamento abaixo dos 35% dos pontos disputados. Chegou a hora de rever o que deu certo e o que precisa mudar.  Rápido.

  Marcelo Oliveira e Alexandre Mattos precisam agora por um fim nas contratações, para assim conseguir dar atenção para toda a equipe do Palmeiras. Decidir quem rende mais e quem deve deixar o elenco por empréstimo ou venda. Chegaram nos últimos dias mais 3 contrações, sendo duas de grande peso. Alecsandro e Lucas Barrios (ainda na Seleção do Paraguai), dois experientes atacantes, com um grande histórico na carreira, vieram para ser titulares. Agora chegou a hora de colocar a bola no chão, olhar pra cada jogador e analisar o que têm, e assim, voltar essas armas para o campeonato.

  A mídia bate muito na tecla de ser um exagero essas 24 contratações do Palmeiras, como se isso fosse proibido. A imprensa insiste em polemizar quais contratações não deram certo e quais ainda nem jogaram, colocando ainda mais pressão em todo o Verdão. Criticam muitos jogadores, parecendo que todos que o Palmeiras contratou vieram para ser craques ou serem os heróis. Na verdade, a maioria veio para compor um elenco totalmente renovado e não existe time no Brasil, que consiga contratar 24 jogadores estrelas, promessas e craques. Fizeram algumas contratações ruins, sem duvida, e é o papel da imprensa de analisar o elenco e criticar, só que criar polemicazinha para gerar ibope e não olhar do porque de ter ocorrido essa reformulação no elenco, cansa.

  Imagina se o Palmeiras tivesse mantido o elenco do ano passado e contratado apenas 4-5 jogadores, sendo eles, por exemplo, Zé Roberto, Lucas, Rafael Marques, Robinho e Gabriel. E ai? Isso seria uma grande mudança, ou seria mais uma vez, uma tentativa de tapar os buracos? Quem assistiu e principalmente quem estava no Allianz Parque na estreia e no jogo contra o Atlético-PR, sabe bem qual era a melhor opção.

  O Palmeiras foi ousado no que fez, reformular todo um elenco, dirigentes e maneiras de lucrar com o futebol. Hoje, o alviverde esta pagando um preço pela mudança, mas existe um futuro muito mais promissor, do que teria se o elenco do ano passado, desgastado e ruim, fosse mantido.

  Sei que muitos palmeirenses ja perderam a paciência com o papo do entrosamento, estou também cansado de ver um time tão irregular, mas pelo menos vemos um Palmeiras que tentou alguma mudança e ela ainda vai dar frutos. Há sim bons jogadores e um bom técnico. O titulo já ficou na utopia, ou é algo bem difícil pra esse ano, mesmo estando no começo, mas o aproveitamento pode e vai melhorar. No final do campeonato Brasileiro, se o Palmeiras tiver 60-65% dos pontos ganhos, será um vitória pra esse ano. E quem sabe vem a Copa do Brasil para alegrar nos torcedores.

ForzaPalestra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s