Por: Vitor Vizzotto   
Não, uma catástrofe. A derrota que não poderia ter vindo neste jogo. É uma pena, mas perdemos o título, praticamente. 
Eu tinha muita esperança de que o Palmeiras poderia ganhar do galo e embalar na competição, mas não foi assim. Parecia que o time perdeu os fundamentos táticos e técnicos. A posse de bola não existiu e os passes então, não acertavam nem o primeiro direito. 
O primeiro gol foi um esboço do nosso passado recente. Uma jogada que parecia aquele time que jogou contra o São Paulo, nas goleadas do primeiro semestre. Um cruzamento preciso e uma cabeçada de um Andrei Girotto que tentou ser eficiente como Gabriel Girotto. Um golaço, porém não suficiente. 
Infelizmente o Atlético empatou, e virou com um pênalti inexistente. O árbitro ridiculamente parecia estar comprado, porque eu não vi pênalti até hoje e vi o lance umas 50 vezes. 
O que dizer de Egídio que magistralmente fazia uma ótima sequência e agora parece um lateral comum? Uma pena. 
Enfim, uma lástima para um time que almejava o título brasileiro. Agora é brigar pelo G4. 
HOMBRIDADE 
Fernando Prass é o nome. O goleiro foi impecável em respeitar o clube América Mineiro, ao arrumar o símbolo atrás do gol e ao não pisar no escudo. 
O time que praticamente deu seu estádio para o Atlético, merece respeito e não pode ser esquecido. O campo é do América, que fique claro. 
Nosso próximo adversário é o Joinville, em casa. Não podemos nem se quer pensar em perder. À vitória terá que vir e por goleada. 
FORZA PALESTRA!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s