QUE A TEMPORADA COMECE

Por: Vitor Placucci Vizzotto

 

24573708565_73ab3b8395_o
(Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Voltamos amigos. Depois de um longo tempo sem críticas, o Tudo Alviverde voltará a tona para este ano de 2016 que promete ser um grande ano para o nostro Palestra Itália!

O torneio de verão no Uruguai já é passado, porém pudemos enxergar algumas peças que chegaram e que poderão fazer a diferença neste vasto elenco de 42 jogadores, incluindo algumas revelações da base na copinha, Augusto e Kauê.

Analisando as 8 contratações, dentre elas, em minha opinião as melhores foram: Edu Dracena, pois não tínhamos um companheiro de zaga para o Vitor Hugo e o mesmo poderá provar o seu valor em um time grande. Os meias Régis e Moisés, pois terão a oportunidade para concertar o meio campo do time. O volante Jean, com uma ampla carreira no futebol e em todos os clubes que passou se destacou e também pode fazer a função de lateral. E por fim o atacante Érik, que é uma jovem promessa que veio do Goiás e que até no Fifa se destaca entre os olheiros…

Os outros três, Vágner, Rodrigo e Roger Carvalho, vieram para compor elenco, mas também poderão mostrar o seu valor.

Voltando ao torneio do Uruguai. Foi um bom teste. Jogamos contra o futuro adversário na libertadores, o Nacional-URU, que ganhou o quadrangular nos pênaltis e que mostrou que tem um time certinho, que faz o arroz com feijão, mas nada além disso. O Palmeiras tem mais time. Não ganhamos o torneio porque falta calma para os jogadores se entrosarem e formarem o novo elenco de 2016.

CAMPEONATO PAULISTA

No dia 31 de janeiro será nossa primeira peleja oficial do ano, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, lá. Primeiro teste. Veremos se o Palmeiras está entrosando os novos contratados com os que foram campeões da Copa do Brasil de 2015.

Sobre o título, devemos conquistá-lo. Para mostrarmos força e garra para que os times adversários na libertadores vejam o gigante Palmeiras novamente e pereçam diante dele. No dia 16 de fevereiro já será o primeiro jogo na competição mais almejada da América, contra o River do Uruguai ou o Universidad de Chile.

À torcida, continuo com o mesmo discurso do ano passado: Paciência e esperança!

Fizemos isto e conquistamos um título, quem sabe se não fizermos em dobro, talvez não venham mais de um título neste ano?!

FORZA PALESTRA!

Anúncios