Por: Vitor Vizzotto

28995511223_c7fd67d2fb_o
Foto: Cesar Greco

A porrada comeu solta ontem na arena do Grêmio. O Palmeiras estava sendo agredido claramente e teve gente com a pachorra de falar que os gaúchos eram superiores no jogo. Realmente eles não estavam vendo a mesma partida que o Brasil inteiro viu.

O verdão poderia ter ganho assim como o tricolor, mas esse jogo mais do que pegado terminou em 0 a 0, um placar meio favorável para o time paulista. Meio porque estávamos sentindo um gostinho de vitória, e favorável porque é um resultado louvável quando jogado no Olímpico que sempre testemunhou partidas efervescentes.

Cuca e cia fizeram bem o que era proposto, pra este jogo. Quase nada a declarar do time alviverde, somente o quesito finalização que ficou em aberto. De resto fizemos o arroz com feijão, mas tinha um sujeito de amarelo que tacou sal de mais no nosso prato. E é nele que eu queria chegar.

Uma péssima arbitragem e sem escrúpulo algum. Ao meu ver só o Marcelo Oliveira cometeu umas 6 faltas, sendo que duas delas eram pra cartão vermelho. Fora alguns outros jogadores tricolores que também não estavam dividindo a bola, mas sim batendo nos palmeirenses. Foi o espetáculo da violência assistida, porque o intermediador dela não estava querendo que ela cessasse, ele queria quebra pau.

E se não fosse a competência da nossa zaga e do nosso excelentíssimo goleiro, nós estaríamos na pior a essas horas e um dos cariocas estariam na liderança.

GABRIEL JESUS – DESGASTE

Óbvio, foi o que o Leo Bertozzi da ESPN falou: como que tem um jogo do campeonato brasileiro, um dia depois de um jogo data FIFA? Sim meus amigos palestrinos, é ridículo mesmo. Um dia após o Jesus ter servido a seleção, ele já estava em campo contra o São Paulo.

O clube e o Paulo Nobre fizeram o que tinha que ser feito. Ele tinha que jogar. Mas a questão que fica é: por que a CBF não adiou este jogo e manejou o calendário? Não é clubismo, mas acho que sempre nessas horas nós vemos quem sai prejudicado ou não, e nesse caso o Palmeiras e o atleta saíram danificados. Um time carioca do qual não sitarei o nome, mas que enfrentaremos na quarta-feira, saiu ileso e encostou no líder verde.

Quarta a justiça será feita. Com ou sem a arbitragem, eles não conseguirão nos derrotar, porque mesmo sendo punido pelo STJD e prejudicado em campo, nós lutaremos por esta taça.

FORZA PALESTRA

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s