Por:Vitor Vizzotto

29473454814_4dc578b627_o
Foto: Cesar Greco

Como eu já disse, essa sequência é mais difícil do que contra os times que disputam diretamente o título. Tanto que o Santa Cruz deu muito trabalho para a meta verde. Foi uma partida onde o Palmeiras mostrou duas qualidades: a de elenco e técnica.

De elenco, porque de fato temos uma diversidade de material humano muito maior em relação aos outros times, e isto foi um fator que prevaleceu ontem, pois éramos o único time da rodada com o elenco desfalcado. Sem Mina e Barrios. Claro, o paraguaio não vêm jogando e nem é o titular, mas o colombiano é.

Técnica, porque o Cuca teve mérito total em suas substituições e desde o início da partida, quando escalou o Guedes no ataque, que decidiu a peleja. E por sinal, mais uma partida em que provamos que o ‘Cucabol’ não existe. Todos os nossos gols saíram de jogadas que passaram de pé em pé e sem a cabeça.

Lavamos a alma. Finalmente conseguimos uma gordura para nos distanciarmos dos cariocas. Quando o Santa empatou eu até pensei que estava revendo desfechos anteriores, como o jogo contra o Coritiba por exemplo. Mas felizmente conseguimos a vitória.

Taticamente a disposição do time em campo estava ótima. Os pernambucanos não conseguiram chegar ao gol com clareza para finalizar. Nosso ataque funcionou e que golaço do vovô garoto em?! Jailson mais uma vez foi exemplar e está invicto no gol a 10 partidas, não perdeu nenhuma. Cuca não implantou o ‘Cucabol’, mas sim jogadas ensaiadas e saída com toque de bola. E isto é claro. A única ressalva que eu faço é o pênalti do Jean, mas isso acontece…

Agora a próxima partida é contra o América Mineiro fora de casa. Dudu volta pro time, mas Jesus sai para servir a seleção brasileira. Mais uma batalha importantíssima. Vamos sair com mais três pontos! VAI PALMEIRAS!

FORZA PALESTRA

 

 

 

 

Deixar uma resposta