Por: Vitor Vizzotto

O Palmeiras mudou drasticamente de 2014 para cá. Os títulos que vieram foram frutos de uma nova concepção de gestão no futebol nacional, que vêm crescendo cada dia mais. A visão de que cartolas eram seres intransponíveis e que tinham os clubes como os seus brinquedos, caiu por terra em termos, pois a nova tendência é passar o máximo de transparência para o torcedor.

Na Sociedade Esportiva Palmeiras, tudo isso começou a mudar com a segunda queda para a série B, em 2012. No ano seguinte, o clube não tinha patrocínio master e eu enquanto torcedor, não me conformava com a situação. Até que chegou a Crefisa e o presidente ‘marajá’. A ‘bala’ investida no verdão transformou a entidade em um clube que tem padrão de primeiro mundo.

galiotte-e-nobre
Galliote à direita. Nobre à esquerda.

A gestão Nobre acabou e ele passou o bastão, deixando um superávit de R$89 milhões, mas com uma dívida de R$111 milhões. Surgiram polêmicas, já que o ex-mandatário não se dava bem com a WTorre, com a presidente da Crefisa e com a principal torcida organizada. Como tudo na sociedade, futebol também é política, mas isto não deveria afetar as coisas dentro de campo. E eu acho que não vai afetar.

A questão é: Galliote (novo presidente), rompeu com Paulo Nobre e o mesmo virou oposição dentro do clube. O por quê dessa ruptura foram as ações de Maurício. Ele se aproximou de Mustafá, permitiu que Leila se tornasse candidata a conselheira (e poderá ser eleita no dia 11 de fevereiro)  e começou a reaproximação com a principal organizada.

Ok, podem ser outros métodos de se governar o clube. Ele quer ser o cara ‘boa praça’, que se dá bem com todo mundo, mas eu enxergo isto como algo perigoso. Só é preciso cautela, porque uma empresa pode comandar o clube no futuro, e isso para mim, é inadmissível, como vocês já sabem.

t_153806_o-presidente-paulo-nobre-e-o-vice-mauricio-galiotte-trabalham-para-reduzir-o-elenco

A Crefisa irá renovar com o Palmeiras em 15 dias. Eles nos pagam um valor em torno de R$78 milhões. Ótimo. Dinheiro no clube faz com que ele consiga bons jogadores e títulos, mas nem sempre. O que peço aqui é que a cúpula administrativa saiba gerir o verdão de maneira profissional, como já estavam fazendo. Este é mais um texto de desabafo e de atenção, do que de crítica a nova gestão.

Neste mês, o Palestra irá quitar uma parte da dívida com Nobre e o atual presidente frisou que essa quitação da dívida não tem haver com a ruptura.

O que importa agora é o clube continuar a andar no mesmo galope que vinha, ou seja, com mais títulos importantes. Um passo crucial foi dado: que foi manter o elenco. O que devemos fazer é dar moral para o novo comandante para que ele faça um bom trabalho.

Dia 5 do mês que vêm começa o nosso ano. Palmeiras x Botafogo de Ribeirão Preto. Nossa primeira prova de que este ano, também será nosso.

FORZA PALESTRA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s