Por: Marina Delamo
Quando ótimos jogadores desfalcam um elenco de uma só vez em pleno Paulistão, o campeonato se torna aquilo que se pode apelidá-lo (sem desmerecê-lo): um teste de elenco.Sendo assim, rodamos bem nosso elenco no jogo contra o Audax e, com time misto, cedemos duas vezes o empate.
No primeiro tempo, o Palmeiras viu o Audax ter mais posse de bola e chegar no ataque finalizando mal por muitas vezes. Até que, na sobra do chute de Michel Bastos, Roger Guedes marcou, já aos 46. O Diabo Loiro está voltando!
32806100034_d1aefafe77_o
Créditos: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Eduardo Baptista optou por iniciar com Alecsandro lá na frente que, com mais uma atuação tímida, foi substituído por Willian. Substituição que surtiu efeito com uma bola no travessão e um gol que nos fez sair na frente pela segunda vez.
Antônio Carlos se mostrou, novamente, confiante e leve dentro de campo. Nos deixou claro que estamos bem servidos de zagueiros e de desarmadores, realizando desarmes precisos como Thiago Santos.
Mesmo tendo duas chances de vencer a partida, o Palmeiras demorou para apertar a saída de bola deles e o meio campo permaneceu sem fluidez até o primeiro gol sair. Relevamos por ser um time sem ritmo de jogo mas, como uma reserva de qualidade, sempre esperamos mais. Ainda assim, seguimos com a melhor campanha e saldo de gols. O brilho continua aceso.
Jaílson teve sua estreia no ano e seguiu tão invicto com nosso manto quanto nós em nossa casa.
FORZA PALESTRA!
Digite uma mensagem…

Deixar uma resposta