O SUBESTIMADO EGÍDIO

Por: Vitor Vizzotto

“Coé Djôsti?” Aedes Egídio, Egideus, entre outros inúmeros apelidos que a torcida deu carinhosamente para esta figura icônica do nosso time, ontem ele impressionou. Digo mais, calou muitas bocas. Não é o melhor lateral do Brasil, mas é sim um bom jogador. Apenas os corneteiros e que se acham entendedores de futebol, vão dizer o contrário.

37295856991_0b97950d7e_o.jpg

O Palmeiras jogou bem, e está mostrando uma evolução constante. O grande problema do torcedor palestrino é que mesmo estando na ponta da tabela, ele não se contenta. Mesmo ganhando a partida, ele não se contenta. Ou seja, tem muito torcedor chato de mais na nossa nação. Em contra partida, tem aqueles que são sensatos e sabem enxergar as coisas com clareza. Muitas carapuças vão servir, não tenha dúvida.

Mas vamos falar de bola. Fora o golaço de Egídio, que é muito questionado, os jogadores entenderam que temos uma missão. Ainda dá para conquistar o título, por mais que muitos já dão aqueles nossos rivais como campeões, cantar vitória antes da hora nunca é bom. Vencemos 2 dos 6 jogos considerados decisivos por Cuca. E sim, creio que continuaremos nessa crescente.

Enfim, não passamos por grandes sufocos. Agora que venha o Santos e que façamos um belo jogo de futebol! Vamos apoiar incondicionalmente o Palmeiras, antes de mais nada.

FORZA PALESTRA

Anúncios

AINDA EXISTE VIDA

Por: Flávio Rodríguez

Ontem o Palmeiras venceu o Coritiba por 1×0. Importante resultado, já que Grêmio e Santos perderam na rodada e o Palmeiras se aproxima da parte de cima novamente. O Palestra sabia que o resultado era de extrema importância, tinha que fazer valer os ingressos dos 26 mil torcedores que ali estavam presentes.

No primeiro tempo o Palmeiras foi muito bem na partida, Cuca apostou na velocidade de Keno e na volta do Dudu, que deu muito certo. Com triangulações rápidas, o Palmeiras criou boas chances de gol , com a bela jogada e cruzamento de Dudu, o volante Jean abriu o placar.

36478396954_d51e9b06db_o

Um gol para aliviar a barra do jogador polivalente do Verdão, considerado o melhor lateral direito do último Brasileirão, que teve problemas com seu joelho direito e quando entrou não conseguiu manter as boas atuações. De volta ao meio-campo e com a ajuda de Mayke, que foi regular, conseguiram fazer uma boa partida pelo lado direito.

Outro nome que teve destaque no jogo foi Deyverson. O atacante não é unanimidade dentro da torcida, mas ontem provou ser a escolha do treinador no ataque. Aguerrido em todas as dividas, perturba a zaga adversária e criou boas chances de gol. Diferentemente de Borja, que teve pouco tempo para mostrar serviço, o camisa 16 se doa para equipe, faz movimentação o tempo inteiro e divide todas as bolas no ataque.

O ponto negativo da noite, na minha opinião, foi o Cuca que não fez alterações para dar mais gás a equipe e conseguir matar o jogo. Promoveu a entrada de Thiago Santos, que entrou bem na partida, mas esperou o Coritiba vir para o jogo e senão fosse Fernando Prass, que reconquistou pontos com a torcida, o resultado seria outro.

O Palmeiras mostrou que ainda aposta fichas no Campeonato Brasileiro e conta com a sua torcida para o restante da temporada. Com o ano de 2017 frustrante a equipe ainda mostra o sonho de título.

FORZA PALESTRA