1, 2 3 vezes…Jaílson.


Por:Nicola Ferreira

O dia 24 de março de 2018 vai ficar marcado na história de Jailson como o dia que ele parou o atacante santista. O goleiro conseguiu realizar no mínimo 2 defesas importantíssimas, entretanto para chegar no auge de sua carreira, Jaílson Marcelino dos Santos passou por dificuldades no Palestra Itália.

A história do guarda redes com o uniforme palestrino começou no longínquo ano de 2014. Criticado pela torcida que não entendia o motivo da contratação de um goleiro de 33 anos que era reserva no Ceará, o goleiro viu o Palmeiras passar por um dos maiores momentos de tensão em sua história, o fatídico jogo do quase rebaixamento, contudo Jáilson manteve sempre a cabeça erguida e trabalhando duro.  Foram 2 anos amargurando a reserva.

40082301815_d6baeb9407_o

Até que chegou o ano de 2016, parecia mais uma temporada fadada a sentar-se no banco de reserva…só que de repente tudo mudou. Prass, titular incontestável do clube machucou enquanto treinava com a seleção olímpica. Vágner, reserva imediato decepcionou, foi então que a titularidade do maior campeão nacional e líder do brasileiro caiu no colo de Jaílson.

Da forma como caiu, ele não largou mais. Terminou o campeonato brasileiro invicto, campeão e premiado com os maiores prêmios dados pela imprensa esportiva. Muito bom para quem 2 anos antes era reserva do Ceará.

2017, ano em que o mesmo torcedor que criticava a sua chegada, começou a defender sua titularidade. No entanto a história de Prass dentro do Palmeiras o manteve mais 6 meses na reserva. Só que a inconstância de Fernando promoveu sua volta, logo com uma defesa de pênalti contra o Flamengo, em uma Ilha do Urubu lotada. Mas como tudo na vida desse homem não parece ser fácil o ano que parecia ser de felicidade se tornou um pesadelo…uma rara contusão no quadril ameaçou colocar sua carreira em risco, mas o nosso Jaílsão da Massa resistiu e se recuperou dessa grave lesão.

40701493821_6efdbd6d41_o

Começou 2018, novamente pedidos de titularidade eram aclamados pela torcida alviverde, só que ninguém esperava que eles fossem atendidos. Fernando Prass e sua idolatria e Weverton, recém contratado pareciam ser os dois a competirem pela vaga. Roger Machado, entretanto, nos surpreendeu ao colocar Jaílson como titular e temos a certeza de que ele não se arrependeu da opção.

A história de Jaílson no alviverde imponente mostra como não podemos desistir facilmente dos nossos sonhos. De reserva, o fã de São Marcos virou titular incontestável do clube com a maior história de goleiros do Brasil, a mesma que já teve Marcos, Velloso, Oberdan e Leão. Os 533 minutos sem ser vazado é uma pequena amostra do que o nosso Pantera negra faz pelo clube…mais que um goleiro, ele já é um ídolo

Forza Palestra

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s