OLHOS VOLTADOS AO TETRA

Por: Nicola Ferreira

Quinta-feira, o Palmeiras volta a botar seus olhos na Copa do Brasil, um campeonato que o verdão tem tudo para conseguir o tetra.

O caminho depois de Minas vai agora para Salvador, onde disputaremos a primeira partida contra o Bahia. Essa deve ser bastante disputada já que a equipe baiana não é nenhum pouco fraca e tem tudo para complicar a jornada do alviverde.

Agora comandados por Paulo Turra o time promete ter um pouco mais da visão de jogo que Felipão e seus auxiliares, Turra já citado acima e Pracidelli, querem implementar no Palestra. Estou muito curioso para ver a formação e a escalação que Paulo vai colocar dia 2.

whatsapp_image_2018-07-30_at_09.54.46
Os dois auxiliares já preparam o terreno para Scolari

Outra importante questão para lembrar é que as quartas de finais da Copa do Brasil vão contar com uma grande novidade: a presença do VAR, o famoso árbitro de vídeo. No começo espero algumas dúvidas da torcida e dos jogadores, mas que no futuro será compreendido e apoiado por grande parte dos torcedores.

Uma nova fase começa na Barra Funda e com ela 3 jogos fora de casa e 2 sendo decisivos. Principalmente por todos serem longe de nossos domínios. Salvador, Belo Horizonte e Assunção se preparem pois um novo Palmeiras está chegando.

FORZA PALESTRA

Anúncios

A HORA DE TER FÉ!

Por: Vitor Vizzotto

O futebol brasileiro é engraçado. Pedimos muito a constância dos treinadores e o famigerado trabalho a longo prazo. Mas, na prática, sabemos que isto não é a nossa realidade, infelizmente. É coisa de país desenvolvido né não?!

Vou colocar a minha posição aqui: sou claramente contra a demissão de Roger Machado. Porém também, não sou contra a volta do nosso amado Felipão. Aquele que nos deu Libertadores, Mercossul, 2 Copas do Brasil, e um Torneio Rio-São Paulo.

Sobre o técnico do bigode grosso, o que vem a nossa memória é o afeto e o carinho que temos por ele, em primeiro lugar. Depois os títulos importantes que conquistou. E por último, o resgate do futebol raiz, sem mimimis e com verdades para atletas mimados.

O que paira em minha mente é uma confusão de sentimentos. Acredito que na de todo palmeirense acontece o mesmo. Não sei o que pode realmente acontecer, mas tenho uma certeza: há 100% de chances de dar tudo certo, ou tudo errado. Ou Felipão vai com garras e dentes pra cima dos nossos objetivos, ou ele perde o grupo.

Grupo. Esta é outra palavra muito citada por todos e talvez, seja a que tenha demitido Roger. O jovem técnico não tinha o elenco nas mãos. Temos a impressão de que havia um racha. Por mais que, incontestavelmente, Machado tivesse 68,1% de aproveitamento no ano e que nenhum treinador no Brasil tem os mesmos bons números, o jogo do Palmeiras era apático. Tinhamos 15 minutos iniciais de muita intensidade e depois a soberba tomava conta dos jogadores. O maldito salto alto era colocado nos 11 pés.

E a torcida… ah, a torcida. Essa mesma que não tem paciência nem com o próprio irmão que veste as mesmas cores do lado, não estava satisfeita com um comandante que aos seus olhos, não comandava. Que era incoerente em seu discurso e enxergava um outro futebol. Parecia que ele estava dopado, sob efeito de entorpecentes, em todas as coletivas.

Mas e agora, o que podemos esperar? O que este futuro incerto nos reserva? Seremos campeões de algo? Não sei. Mas, com absoluta certeza, temos que apoiar Luis Felipe Scolari.

E se te falarem: ah é o técnico do 7×1, o maior vexame do futebol na história… Responda: Ok, mas é aquele que nos deu o pentacampeonato, sendo o último a conquistar algo com a seleção. É o cara que nos deu a única Libertadores. É aquele também, que fez uma campanha excelente com Portugal na Euro e a melhor de toda história lusa na Copa. É o cara em que podemos confiar.

Vamos caminhar em direção a dias mais verdes, ao futebol raiz, da família Scolari e com “muita raiva dessa p*$& de Corinthians”.

FORZA PALESTRA

BRUNO HENRIQUE: CAPITÃO E MATADOR

Por: Nicola Ferreira

No final do ano passado, Bruno  Henrique era um dos jogadores mais contestados do elenco palmeirense, era difícil achar um palestrino que gostava do atleta, que além de não atuar bem tem um passado bem sombrio.

Entretanto, 2018 vem sendo um ano incontestável do meio de campo, o próprio já considera que este é o melhor momento de sua carreira. E quem sou eu para discordar?

rib7539_lq979J6

Bruno Henrique está fazendo o torcedor sorrir

Bruno Henrique já é o terceiro artilheiro do Palmeiras no ano com 9 gols, atrás apenas de Borja e Willian e o mais interessante é que alguns desses 9 gols são bem importantes para nossa caminhada, exemplo os dois gols de ontem contra o Atlético.

Falando em gols, Bruno surpreendeu ao finalmente acabar com os três anos de hiato de gols de falta do verdão, primeiramente no amistoso contra a Liga Alajuelense e depois acabou com esse jejum em jogos oficiais com um golaço de falta.

Além de goleador, o jogador é elogiado pelo técnico Roger Machado pela importância do Bruno organizando o time e implantando a ideia de jogo do professor.

29706313918_8fa988086e_o
Além de volante, Bruno é matador

Essa relevância do jogador para forma de jogar do time, Roger abandonou a ideia de rotatividade da braçadeira de capitão para confirmar o camisa 19 do time como capitão oficial. Mostrando que além de talento, o meio-campista é um dos líderes do elenco.

Passado guardado por um tempo, Bruno Henrique vem sendo um dos cinco melhores jogadores do time no ano e cada vez mais prestigiado pelo técnico, companheiros e torcedores. Com certeza será uma peça importante na busca pela Libertadores.

FORZA PALESTRA

 

O CLÁSSICO DA SAUDADES ( DO VERDÃO)

Por: Nicola Ferreira

Finalmente estamos próximos a volta dos jogos do verdão, copa do mundo é incrível, mas nada se compara a ver o Palmeiras em campo. E logo no nosso retorno, um clássico, o Clássico da Saudade.

dudu-alisson-palmeiras-santos_8y4aknjutts81b3g8f8i542jk
Promessa de mais um clássico disputado

Palmeiras e Santos desde 2015 vem sendo uma das disputas mais acirradas e desejadas pelos palmeirenses. Desde as finais do paulista e da Copa do Brasil em 2015, os dois elencos não escondem a raiva que um sente pelo outro. Essa partida de quinta-feira será mais uma dessas pelejas animadas e fascinantes.

Será a primeira oportunidade de ver o Palestra com uma nova formação depois das vendas, espero ver Scarpa e Hyoran no grupo titular amanhã ,trabalhando muito bem a bola e armando bem o jogo, com esses novos membros na formação titular espero observar o Lucas Lima mais solto para atacar e defender e assim mostrar o futebol que ele sabe.

Será uma oportunidade única de Weverton também mostrar trabalho e ir consolidando seu futuro como defenso da meta palestrina, além da posição de reserva principal, principalmente por estar desafiando um ataque super potente com a jovem promessa Rodrygo e o mimado Gabriel Barbosa,  que infelizmente sempre marca gol no Palmeiras.

42738987744_8abf53d589_o
Weverton terá uma chance rara e precisa agarrá-la

O clássico da saudade simboliza o retorno do Palmeiras aos gramados e a reviravolta do clube em busca do título nacional. Queremos ver um verdão mais aguerrido e honrando toda a história da camisa alviverde.

FORZA PALESTRA

VOLTANDO A REALIDADE

Por: Vitor Vizzotto

A Copa do Mundo acabou e agora é Palmeiras na cabeça. Ou melhor, sempre foi! Mas, com a volta do Campeonato Brasileiro, poderemos ver como que este novo verdão vai a campo, já que muitos jogadores saíram. No caso de Keno, estamos tranquilos porque Scarpa finalmente conseguiu colocar um ponto final na novela e estará apto para atuar no lado direito.

Em amistoso, o jogador marcou 2 gols e mostrou que o tempo que ficou parado não foi suficiente para tirar o seu bom futebol. Porém, muitos torcedores estão preocupados com a posição de centro-avante, já que Borja está machucado e só William consegue atuar por ali. Eu já acho que é preciso confiarmos nos jogadores de base para que possamos ver jogadores novos atuando. No mercado, não existe jogador com um bom custo para vir.

42380303285_f0dc9c2f23_o

Exemplo disso, foi a renovação do contrato do meia Alanzinho, uma das principais promessas. O jogador precisa de uma frequência maior em campo, para criar ritmo. Um dos erros cruciais para mim, foi a venda do goleiro Fuzatto para a Roma. O Palmeiras não aproveita muito os jogadores de base. Portanto, acho que agora é o momento.

Captura de Tela 2018-07-16 às 15.09.41

Confira o calendário do verde:

19/7, às 20h – Santos x Palmeiras (Pacaembu) – Brasileirão
​22/7, às 16h – Palmeiras x Atlético-MG (Allianz Parque)- Brasileirão
​25/7, às 19h30 – Fluminense x Palmeiras (Maracanã) – Brasileirão
29/7, 11h – Palmeiras x Paraná (Allianz Parque) – Brasileirão

FORZA PALESTRA